terça-feira, 11 de setembro de 2018

16 motivos para votar em Ciro Gomes

Por: Jean A. G. S. Carvalho



As eleições de 2018 são, provavelmente, o momento eleitoral mais importante desde o processo de redemocratização. Por isso, é crucial analisar cada candidato e as plataformas apresentadas por todos eles. 

Pessoalmente, interpreto Ciro Gomes como uma figura a representar um projeto de retomada do Brasil enquanto potência e da proposição de uma reconfiguração em vários sentidos, rompendo com certas lógicas que vêm, historicamente, mantendo nosso país num espectro marginalista no Sistema Mundo.

Aqui, estão listadas 16 razões para votar em Ciro Gomes e os motivos de ele ser o melhor candidato no quadro atual.


1. Mudança da lógica econômica

Ciro Gomes propõe uma ruptura radical com a lógica econômica reforçada pelo governo Temer - desmantelamento da infraestrutura nacional, paralisação de projetos importantíssimos, desvalorização do trabalho, perda de poder aquisitivo e prolongamento da recessão. As propostas econômicas de Ciro são um giro de 180º num percurso que só tem promovido a deterioração da nossa economia e o entrave no crescimento do país.


2. Valorização do patrimônio nacional

Ciro foi crucial para evitar a aquisição da EMBRAER pela Boeing, defendendo que uma transação tão importante deveria esperar pelos os resultados eleitorais. Ciro já coloca em prática sua plataforma de valorizar o patrimônio nacional e permitir que nossos potenciais técnicos e intelectuais sejam aproveitados nacionalmente, evitando a evasão de talentos e favorecendo a geração de emprego e riquezas para o Brasil.


3. Equidade tributária

A proposta de reforma tributária de Ciro, bastante lógica, é cobrar mais de quem tem mais e desonerar quem tem menos (os pobres e a classe média), dinamizando a receita e estimulando a entrada adequada de recursos para os projetos tão importantes para o país.


4. Modernização das Forças Armadas

Modernizar as Forças Armadas é uma das principais pautas de Ciro: retomar e intensificar projetos como o avião KC-390 e o submarino SN-10. É um passo importante para investir em expertise e desenvolvimento tecnológico.


5. Competitividade global

Ampliando o ponto 1, outro importante aspecto das propostas de Ciro é dar competitividade econômica para o Brasil, atualizando o país para uma realidade global. É retirar nosso país de um papel periférico e marginalista e colocá-lo em concorrência real com as nações desenvolvidas. É algo indispensável para promover o desenvolvimento do país.


6. Retomada das indústrias 

O Brasil passa por um dos processos mais graves de desindustrialização da história mundial. Isso significa intensificar a própria crise. Com menos empresas e indústrias, há menos oportunidades de trabalho. Ciro defende expressamente a retomada do estímulo às indústrias, gerando mais empregos e capacidade de dinamização econômica para nossa nação. Superar a crise exige superar a desindustrialização - e Ciro propõe isso.


7. Investimento em tecnologia

O Brasil vive uma verdadeira "fuga de cérebros": infelizmente, quem quer investir em tecnologia sai do país, e há um desmantelamento total da pesquisa por aqui (a tragédia do Museu Nacional é uma ilustração triste disso). Retomar investimentos em ciência e tecnologia é um dos melhores pontos do projeto de governo de Ciro Gomes.


8. Reestruturação educacional

Um ponto essencial para todos os outros, a reformulação da educação proposta por Ciro (mantendo programas interessantes e adotando ideias novas) é o carro-chefe de sua plataforma: incluindo ensino técnico em tempo integral. Isso garante diminuição da evasão escolar e aproveitamento das capacidades dos jovens no cenário econômico.


9. Valorização da multipolaridade

A proposta mais concreta em termos geopolíticos é a de Ciro: dinamizar a política externa do Brasil, aprimorar seus projetos diplomáticos e ampliar as parcerias entre o Brasil e outras nações, especialmente em nosso continente - o que é muito importante para consolidar nossa nação como uma potência regional. É a valorização de uma abordagem de multipolaridade (vários núcleos de poder) em contraste com a unipolaridade (um único polo de poder, centrado nos EUA).


10. Atualização da infraestrutura

Ciro também propõe dinamizar a infraestrutura nacional, retomando e concluindo obras paralisadas e iniciando outros projetos importantes para o país, incluindo portos, aeroportos, estradas, hidrovias e ferrovias. Esse ponto está diretamente ligado à renovação da construção civil, um dos setores mais importantes para a geração de empregos no Brasil e que, agora, está em plena crise. É uma forma interessante de gerar postos de trabalho com efetiva rapidez, ajudando a reaquecer a economia.


11. Reaquecimento da economia

O ponto mais polêmico nas propostas de Ciro Gomes é o da questão do SPC. Há muita desinformação sobre isso, mas a proposta de renegociação de dívidas e de favorecimento em relação às dívidas que esmagam grande parte da população é uma forma viável e concreta para reaquecer rapidamente a economia. Com renda, poder de compra e acesso ao crédito, o consumo aumenta; se o consumo aumenta, a demanda cresce; se a demanda cresce, a produtividade aumenta e, com ela, a geração de empregos para atender a demanda ampliada. É uma relação bastante lógica.


12. Estímulo à poupança

Estimular o consumo é um caminho importante para reativar a economia - afinal, a economia é essencialmente movida por consumo. Entretanto, outro ponto importante é favorecer a construção de uma poupança sólida - ou seja, a capacidade de armazenar recursos. Isso favorece a manutenção da economia em momentos de crise. Incrementar a capacidade de poupança por parte do governo e dos brasileiros como um todo significa favorecer o equilíbrio econômico e a composição de reservas para estimular o crescimento das pessoas e do país.


13. Reabilitação das instituições

A atual crise econômica é uma extensão da crise política e da crise nas instituições do Brasil. Os três Poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário e suas respectivas representações estão muito desmoralizados e há uma dificuldade de esclarecer e determinar suas áreas de atuação. Quando Ciro fala em colocar cada instituição em sua "caixinha", isso significa retomar as atribuições de cada instituição e respeitar os limites constitucionais delas, garantindo seu bom funcionamento e o respeito entre elas e o cidadão.


14. Ampliação da participação popular na política

A proposta de submeter importantes questões ao debate público e à escolha popular por meio de referendos e plebiscitos é uma forma de aproximar mais as pessoas da política, retirando seu caráter de distanciamento da realidade dos brasileiros e ampliando sua participação democrática na construção de soluções para o país.


15. Investimento em inteligência no combate ao crime

A questão da violência é um dos problemas mais urgentes do nosso povo. Aprimorar as forças policiais e investir em inteligência é um dos principais pontos de Ciro para a segurança pública, com foco no combate ao crime organizado em suas origens. Uma ótima proposta é transferir os integrantes da Polícia Federal atualmente alocados em trabalhos burocráticos para atividades de campo, substituindo-os por funcionários em regime de concurso (uma ótima forma de aumentar o efetivo da PF).


16. Rompimento com a PEC do "teto dos gastos"

A PEC 241, chamada de "PEC do teto dos gastos", impõe ao país uma restrição nos investimentos básicos durante 20 anos com o falso discurso de "equilíbrio fiscal". Ciro propõe romper com essa barreira, reavaliar a dívida do país e promover os investimentos de que o Brasil tanto precisa em áreas já tão deficitárias.

 -

Esses são 16 breves pontos que eu, pessoalmente, listo como positivos para decidir o voto por Ciro Gomes. São propostas que atendem às demandas do país e se direcionam aos principais paradigmas que estamos vivenciando. Até o momento, é a plataforma mais coesa, consistente e realista em relação aos dilemas do país.
Share:

11 comentários:

  1. Excelente, apesar de estar constantemente ligado na Internet, não tinha visto um comentário tão esclarecedor como este para povo brasileiro. Se liga eleitor se não iremos sofre por décadas. Não podemos perder esta oportunidade, vOTE 12 CIRO GOMES

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. PROPOSTAS DE JOÃO GOULART FILHO
    *
    Segundo Goulart Filho, sua principal proposta é a retomada do nacionalismo e do desenvolvimentismo.
    -----------------------------------------------------
    Redução drástica dos juros da dívida pública
    *

    Entre as propostas citadas pelo candidato está a redução drástica dos juros da dívida pública para dar condições ao Estado de investir no desenvolvimento social. “Assim, evidentemente, nós vamos ter recursos para saúde pública, educação e segurança que são áreas extremamente sensíveis.”

    Em relação ao salário mínimo, ele se comprometeu a dobrar o valor em quatro anos, lembrando que seu pai, quando ministro do Trabalho de Getúlio Vargas, fez isso em 30 dias. E também defendeu dobrar a taxa de investimento em seu eventual mandato. “E quem puxa o investimento é o Estado”, emendou, observando que a atuação do poder público tem capacidade de atrair o setor privado. Para obter recursos, uma medida é “enfrentar o sistema financeiro”.
    -----------------------------------------
    Revisão do conceito de segurança nacional
    *

    Goulart Filho destacou ainda o resgate da soberania, o controle das remessas de lucros das empresas estrangeiras e a revisão do conceito de segurança nacional. “Não podemos mais estar entregando nosso patrimônio, nosso subsolo, nossas faculdades, nossa educação, petróleo e geração elétrica para empresas multinacionais”. Ele propõe ainda abrir um diálogo com a sociedade para debater a reforma agrária, urbana, tributária e educacional.

    ResponderExcluir
  4. “Não acredito que os militares concordem com a entrega de nosso patrimônio como está ocorrendo hoje. Que nossa Amazônia seja internacionalizada. Que a nossa biodiversidade seja roubada por ONGs internacionais e que nosso petróleo seja levado por multinacionais”, ponderou. “Tenho certeza que os militares não concordam com a venda da Embraer para a Boeing, comprometendo nossa defesa e a nossa soberania”. (João Goulart Filho)

    ResponderExcluir
  5. “Não podemos mais entregar nosso patrimônio, nosso subsolo, nossas faculdades, nossa educação, petróleo e geração elétrica para empresas multinacionais”. (João Goulart Filho)

    ResponderExcluir
  6. Monopólios estrangeiros só querem sangrar nosso país, diz João Vicente
    ------------------------------------------------------------------
    Naquela época nós já sabíamos os problemas causados pela sangria que os monopólios e cartéis estrangeiros impõem ao nosso país. Eles só querem levar as nossas riquezas minerais, nossas matérias primas e o nosso patrimônio público”, denunciou o pré-candidato.
    *
    “A proposta de reforma agrária de João Goulart, com a ideia de entregar os títulos de propriedade da terra para o trabalhador rural, criaria condições para o desenvolvimento da produção e da expansão do mercado interno brasileiro”, observou João Vicente. “Com isso, a indústria brasileira poderia fornecer 10 milhões de tratores, 10 milhões de geladeiras e outros produtos, conquistando assim a sua independência econômica em relação ao capital estrangeiro”, prosseguiu o líder do PPL.
    *
    “Meu pai queria um Brasil para todos e não para poucos privilegiados. Ele lutou por um país onde todos os irmãos brasileiros tivessem as mesmas oportunidades para alcançarem uma vida digna para si e para as suas famílias”, destacou João.

    ResponderExcluir
  7. Voto no NACIONAL DESENVOLVIMENTISMO! João Goulart Filho.

    ResponderExcluir
  8. O motivo principal era que ele é alinhado ao partido comunista chinês,logo adepto do eurasianismo!vocês não são nacionalistas,são apenas antiamericanos!ou é Bolsonaro ou bolivarianismo!leiam o plano de governo do PT!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que moral você(ou qualquer eleitor do Bonoro) tem pra falar sobre "nacionalismo"? Você é literalmente apoiador de uma agenda abertamente entreguista. Sua moral pra falar sobre nacionalismo é zero.

      Excluir
    2. " era que ele é alinhado ao partido comunista chinês"

      O governo chinês parabenizou a vitória e Bonoro e afirmou esperar ansiosamente pelo início das privatizações. Você é tão paranoico e esquizofrênico com a "ameaça comunista" que é incapaz de perceber como a proposta econômica do seu tumor político só vai favorecer potências externas.

      Excluir
    3. "vocês não são nacionalistas,são apenas antiamericanos"

      Qual o "antiamericanismo" aqui? Aliás, você e sua turma são sim ultranacionalista, só que com os EUA. Pare de fingir que tu se importa com o Brasil.

      Excluir

Visitas

Marcadores