segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

O Nascimento de Cristo como Recomeço e Reconciliação

Por: Jean A. G. S. Carvalho


O nascimento de Cristo foi um evento de reconciliação divina com a humanidade em sentido universal


Grande parte do significado do Natal foi diluído pelo capitalismo e pelo espírito mercantil (aquilo que, nas Escrituras, se chama de "Mamon"). A significação e a percepção coletiva do período natalino foi substituída por consumismo superficial. Entretanto, é impossível anular completamente os sentidos profundos de um fenômeno, principalmente quando ele reside nas mentalidades das massas.

O Natal tem em si mesmo uma mensagem profunda de Recomeço. Cristo, Deus encarnado, é o sinal de que Ele busca oferecer à humanidade uma nova oportunidade de Redenção, de salvação. Toda uma trajetória de erros e de desacertos humanos pode ser corrigida por meio desta oportunidade.




"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." 
(João 3:16)




Esse nascimento marcou a Reconciliação entre Deus e o homem (humanidade), entre O Criador e Suas criaturas. Por meio do sinal na manjedoura, do pequeno menino rodeado por Maria, José e os reis magos, o homem pôde se reaproximar d'Aquele que "estava em silêncio". Foi uma nova Mensagem transmitida pelo Único.

Assim como o pecado adentrou o mundo por um só homem, Adão, a salvação veio também por um homem (o "Filho do Homem"), homem-Deus, Jesus Cristo ( יֵשׁוּעַ [Yeshua], Ἰησοῦς [Iesous]); e, assim como o erro entrou por meio duma mulher, Eva, a Reconciliação veio ao mundo pelo ventre de uma mulher, Maria. Para o erro, a oportunidade de repará-lo; para o engano, a chance da Verdade.



"Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor"
(Lucas 2:11)



Longe de ser apenas um evento ocasional, aleatório, o nascimento de Cristo marcou o cumprimento de todo um teor profético. A Reconciliação foi previamente anunciada. A Nova Oportunidade foi comunicada aos homens - não só se dá à criatura humana essa nova senda, mas ela é comunicada a ele.



"Mas a terra, que foi angustiada, não será entenebrecida; envileceu nos primeiros tempos, a terra de Zebulom, e a terra de Naftali; mas nos últimos tempos a enobreceu junto ao caminho do mar, além do Jordão, na Galiléia das nações. O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz."
(Isaías 9: 1 e 2) 



O significado do Natal reside neste ponto simples: uma nova oportunidade. Uma nova oportunidade para viver, compreender o propósito existencial humano e reparar danos e falhas. Essa é a mensagem simples do Evangelho e do nascimento de Cristo, mensagem universal e essencial a um mundo cada vez mais incapaz de reconhecer seus próprios erros e de perceber a necessidade de corrigi-los - e dar uma nova chance a si mesmo e aos demais.


Interpretar o Natal como uma oportunidade de reflexão, reconciliação com Deus, consigo e com os outros é a forma mais saudável de se finalizar um ano e iniciar outro.


Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Visitas

Marcadores