terça-feira, 22 de agosto de 2017

Shot Caller e o Animal Humano

Por: Idelmino Ramos Neto

Nikolaj Coster-Waldau, no papel de Jacob “Money” Harlon


Shot Caller” (que não possui nome no Brasil) acompanha a história de Jacob “Money” Harlon (Nikolaj Coster-Waldau), um pai dedicado de classe média alta que, devido a um acidente, acaba na prisão, filiando-se a uma gangue neonazista e mergulhando profundamente no submundo do crime em troca de proteção.


As atuações são exímias, com destaque para Coster-Waldau, que esquadrinha magistralmente a evolução do patriarca sorridente num gangster estoico. Também merecem menção Jon Bernthal (Shotgun) e Holt McCallany (Beast). Ainda nos aspectos técnicos, a fotografia explora os filtros em cores gélidas entregando uma estética aprazível, apesar de não inovar, e a ausência quase completa de trilha sonora dita a temática realista (e brutal) do universo retratado.



A película peca no tom arrastado, fazendo pairar uma sensação de tempo desperdiçado. E a conclusão é no mínimo irreal em relação ao que foi construído pelo roteiro. Contudo, o filme permanece digno de excelência, deliciosamente visceral.



Quando atirado na selva gradeada, o protagonista reconheceu que, caso hesitasse, seria devorado pelos outros animais. Encarnou então um predador de veias gélidas, renegando tudo o que fora, escalando célere a hierarquia criminosa a custeio do sangue derramado. E, após lograr a liberdade, distanciou-se da família, pois já não era mais homem. Para combater os monstros tornara-se um, e o abismo retornou o olhar.


Shot Caller” é um ensaio insigne sobre a escuridão que espreita no coração da humanidade (não é atoa, aliás, que um dos personagens cita o livro “The Human Animal”), além de um retrato sanguinário das falhas no sistema penitenciário norte-americano.


Share:

Um comentário:

  1. O único erro do filme foi o estrupo do negro na primeira noite dele na cadeia. Isso é algo irreal. Erros assim Sempre são cometidos em filmes americanos e na série: Prision Break, já a série Suits apresenta um padrão mais razoável para como são os códigos de condutas entre presos em qual parte do mundo. Se o meu comentário tiver empatia de alguém, gostaria de uma ajuda para baixar o LIVRO. 031 986778134

    ResponderExcluir

Visitas

Marcadores