quarta-feira, 17 de maio de 2017

Uma biografia de Alexandr Dugin

Biografia originalmente organizada e escrita em inglês por Flavia Virginia
Traduzida livremente para o português por Jean A. G. S. Carvalho



Origens
Alexandr Gel'evich Dugin nasceu em Moscou, em 7 de janeiro de 1962, filho de Galina Viktorovna Dugina (1937-2000), doutora PhD, e de Gelij Alexandroich Dugin (1935-1998), tenente-general do serviço secreto (então KGB e, posteriormente, FSB). Ele foi batizado aos seis anos no Templo Ortodoxo Russo de Michurinsk, por sua avó Elena Mikhailovna Kargaltseva. Ele professa a fé dos velhos crentes.


Família
Dugin é casado com uma PhD em filosofia e tem dois filhos, também filósofos e músicos, além de uma neta. 


Associações
De 1980 em diante, ele se familiarizou com um grupo de tradicionalistas: Gejdar Dzhemal, Evgenij Golovin, Yurij Mamleev, Vladimir Stepanov, Sergej Zhigalkin, dentre outros. Em 2014, ele fundou o CEM (Centro Russo-Brasileiro de Estudos da Multipolaridade) no Brasil, juntamente com a filósofa brasileira Flavia Virginia.


Interesses
Sua perspectiva filosófica começa a tomar forma por meio de estudos conduzidos no campo do tradicionalismo religioso, do conservadorismo, do hermetismo e da poesia. Autores europeus da Idade Média e do Renascimento também estão na lista, tanto quanto estudos orientais. Em 1982, ele começa a trabalhar para alguns institutos como tradutor do inglês, francês e alemão, traduzindo também alguns trabalhos de Julius Evola e René Guénon. 


Escritos
Começando uma carreira meticulosa como escritor, com assuntos cobrindo uma ampla gama de assuntos, passando pela filosofia, política, vários aspectos da Rússia (incluindo a União Soviética), geopolítica, história das religiões, Eurásia, sociologia e indo até o tradicionalismo; esses trabalhos também são feitos em vários formatos (ensaios, programas textuais, obras didáticas, livros, etc.). Seu trabalho começou a ser traduzido para várias línguas a partir de 1997. Ele é frequentemente convidado como colunista para redigir em vários jornais na Rússia e no exterior.


Transmissões
De 1980 em diante, ele passou a ser transmitido amplamente, incluindo programas de TV como o "Spas" e programas de rádio como o "Panorama Geopolítico", "Marcos", "Coisa Russa", dentre outros.


Editor
Ele desenvolve uma carreira no mercado de publicações, tendo criado muitos jornais nos últimos trinta anos, como o Den (Dia), o Pamjat (Memória), o Elementy (Elementos) e o Zavtra (Amanhã). Ele é, atualmente, o cabeça do Arktogaia, uma editora especializada em assuntos familiares à esfera de interesses dele, ligada a muitas outras editoras ao redor do mundo. De março de 2015 a março de 2017, ele ocupou o cargo de editor-chefe na TV russa Tsargrad (um canal transmitido tanto na TV regular quanto na internet), cujo objetivo principal é o de promover valores tradicionais; também trabalhou na revista internacional Katehon, especializada em geopolítica e política. 


Performances
Dugin participou de diversas iniciativas artísticas, tendo sido vocalista do grupo musical "Betelgeuze", além de também participar do programa de rádio "Finis Mundi", com experiências em vídeo e poesia. Ele está agora conectado à Associação de Artistas Eurasianos, formada especialmente para publicar o trabalho de artistas filiados à ideia do Eurasianismo.


Professor e conferencista convidado
Nos anos 1990, ele lecionou em diferentes academias, simpósios, encontros com figuras políticas proeminentes e círculos militares na Rússia e em todo o espaço pós-soviético, além de muitas cidades da Europa. 


PhD
Em 2000, ele defendeu sua tese de pós-graduação em Filosofia em Rostov-Na-Donu, com a dissertação intitulada "A Evolução das Fundações Paradigmáticas da Ciência", e também defendeu sua tese para o grau de PhD na Faculdade de Sociologia (na mesma universidade) em 2004, com o título "A Transformação das Estruturas Políticas e das Instituições no Processo de Modernização da Sociedade Civil".


Posições de Liderança
Em 1998, Dugin criou, juntamente com os amigos Gejdar Dzhemal e Evgenij Golovin, o projeto Universidade Nova, um centro de estudos baseado nas descobertas e interesses que têm sido os principais assuntos do grupo por um longo tempo. Ele manteve, de 2008 a 2014, duas posições na Universidade Estatal de Moscou, na Faculdade de Sociologia: foi líder do Departamento de Relações Internacionais e do Centro de Estudos Conservadores. Em 2014, ele foi injusta e inapropriadamente demitido dessas funções, por razões essencialmente políticas. Ele é líder do Movimento Eurasiano Internacional e fundador do Partido Eurasiano, que está crescendo dentro do Grande Espaço Russo e ganhando uma representatividade crescente. A liderança de várias outras instituições tem estado nas mãos dele durante os últimos vinte anos, dentre elas o Centro de Expertise Geopolítica e o Conselho Político. Em 2005, a União da Juventude Eurasiana foi fundada. Dugin também é membro do Conselho Consultivo na Duma de Estado Russa.


Ativismo social
Com ferocidade, se opõe à direção liberal tomada pela elite russa de 1990 em diante, usando todos os meios disponíveis para fazer prognósticos desse curso e denunciá-lo - incluindo entrevistas com figuras proeminentes no cenário político internacional. 


Conexões com a esfera política
Dugin tem sido um ator político constante em diversas situações, especialmente naquelas relacionadas com o aspecto geopolítico da política, o que lhe dá uma fama crescente, principalmente nas ideias concernentes ao Eurasianismo e à Multipolaridade. Contudo, ele tem sido um forte apoiador das políticas do presidente Putin nos assuntos da política externa - e há boas evidências de que o presidente Putin tem levado os conselhos de Dugin bastante a sério. Ele também se encontrou com Nursultan Nazarbaev, presidente do Cazaquistão, conquistando seu respeito, além de também se encontrar com o primeiro ministro Vojislav Koštunica, da Sérvia, além de outras figuras políticas importantes.


Internet
Alexandr Dugin tem uma presença bastante potente na internet, um meio que ele tem utilizado desde o começo dos anos 2000, com muitos portais diferentes, trazendo atenção sobre vários campos de interesse dele e apresentando outros grandes pensadores da Rússia e do exterior.


Focos principais
Eurasianismo, Mundo Multipolar e Quarta Teoria Política.


Interesses
Relações internacionais, Assuntos Russos Internacionais, Escola Nacional de Relações Internacionais, Geopolítica, Etnosociologia, Problemas Metodológicas em Sociologia das Relações Internacionais, Estrutura da Sociologia, Ciências Políticas, Filosofia Política, Filosofia e Visão Religiosa.  


Questões políticas recentes
Por conta de suas visões políticas que denunciam os efeitos terríveis da moldura mental liberal, partindo dum ponto de vista novo - nem comunista, nem fascista, já que ambos são facilmente derrotados em nossos dias -, Alexandr Dugin sofreu sanções dos EUA e do Canadá em 2015 - sanções que duram até hoje. As sanções não foram explicadas e só foram descobertas ocasionalmente por alguns de seus amigos. Os cosmoliberais desses países o consideram como o filósofo mais perigoso do mundo.  




Publicado originalmente em Alexandrdugin.net



Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Visitas

Participe do nosso Fórum Online

Siga-nos no Facebook