segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

CRUX ET GLADIUS



Por Cassiano Lopes Sotomaior


''Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.'' (Matheus 10:34)

A alma é unidade consciente e criadora. É pura singularidade, experiencialmente heterogênea, fixada na existência e atuante nela, capaz de, a partir de seus espaço e tempo ocupados no mundo, fundar, com sua força decisória, ações que inauguram caminhos, por suas vezes estendidos em cadeias parcialmente consequenciais, direcionadas sempre à sucessivas afirmações fundamentais, expirando ao fim de sua existência concomitantemente física, que se consolidará, tal qual espada fincada à terra, em sua história de vida.

Ela então reluzirá de acordo com o legado espiritual daquele que a desembainhou. Quanto mais entranhada ao solo, mais presente à ausência da luz, que a consumirá em mortificação, provocando cegueira absoluta, tanto sua para com a luz que emana do firmamento, quanto daqueles que buscam, no refletir radiante de uma lâmina, o sumo testemunho do toque Divino ao redor. Quanto mais exposta à vista, tanto mais provoca a expansão do fogo celeste que a reveste, banhando-a em energia sagrada, proporcionando o alimento que eleva e exorta o Homem aos Céus.

Sejamos, pois, espadas capazes de espelhar o Reino, o Poder e Glória Eternos.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Visitas

Participe do nosso Fórum Online

Siga-nos no Facebook